Polícia Civil do Amazonas alerta sobre golpe envolvendo inteligência artificial que imita a voz de pessoas

Golpe de Clonagem de Voz. Foto: Anderton Cardoso

Com a chegada de novas tecnologias que vêm para ajudar cada vez mais o cotidiano das pessoas, surgem também novas modalidades de golpes. A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc), alerta a população sobre o novo golpe envolvendo Inteligência Artificial (IA), em que criminosos imitam a voz de pessoas para aplicar golpes.

A Inteligência Artificial é um avanço tecnológico que permite que sistemas simulem uma inteligência similar à humana, desde as mais simples até as mais complexas.

O delegado Antônio Rondon, titular da Dercc, alerta para que as pessoas tomem mais cuidado no ambiente virtual, pois cada vez os criminosos estão mais audaciosos e novas modalidades de golpes vêm surgindo, como é o caso da IA que simula a voz de um familiar ou conhecido.

“Geralmente os criminosos conseguem captar a voz da pessoa por ligação, mesmo que rápida, ou até mesmo por áudios enviados via aplicativos de mensagens ou redes sociais. A partir disso, eles conseguem manipular a voz por meio de programas e elaborar outros diálogos com o objetivo de aplicar golpes em familiares ou conhecidos”, explica Rondon.

Logo após isso, eles passam a entrar em contato com as possíveis vítimas, passando-se por familiar e até amigo e, utilizando a voz clonada por inteligência artificial, pedem para que a pessoa transfira quantias em dinheiro.

“Nesses casos, como as vozes são idênticas, a vítima acaba acreditando que de fato se trata daquele conhecido e realiza a transferência, tendo prejuízos financeiros. Somente algum tempo depois ela se dá conta que foi vítima de um golpe”, relata o delegado.

Entre as pessoas que estão mais suscetíveis a essa modalidade criminosa são aquelas com bastante atuação nas redes sociais, como digitais influencers, pois os criminosos têm maior facilidade em captar as vozes. No entanto, todos têm que estar atentos.

Como evitar e registro de BO

A autoridade policial destaca que uma maneira de evitar cair nesse golpe é criar senhas ou palavras-chave entre seus familiares e pessoas próximas, que sejam de conhecimento restrito, e toda vez que alguém fizer contato suspeito, principalmente, envolvendo finanças, utilizar a palavra de segurança previamente combinada.

A PC-AM orienta que caso seja vítima do crime, a pessoa deve registrar um Boletim de Ocorrência (BO) na delegacia mais próxima, ou registrar pela Delegacia Virtual (Devir), no endereço eletrônico: https://delegaciavirtual.sinesp.gov.br/.

As vítimas também podem registrar na Dercc, localizada nas dependências da Delegacia Geral (DG), avenida Pedro Teixeira, 180, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste da capital.

“É importante a vítima reunir o máximo de informações como áudios, captura de tela das conversas, comprovantes de pagamento, pois somente assim será possível materializar esse crime e chegar até a autoria do delito”, frisa.